Alimentos Proibidos para Cães

Alimentos Proibidos para Cães | Confira a lista com 20 Alimentos Vetados!

Quer conhecer os alimentos proibidos para cães? Então você encontrou o lugar certo! No artigo de hoje, iremos apresentar os 20 alimentos proibidos para cães.

Sendo estes nocivos para a saúde e bem estar do seu melhor amigo. Logo, com toda a certeza vale a pena saber!

Certamente, a alimentação natural para cães tem ganhado cada vez mais espaço na vida e no cotidiano de inúmeros cãezinhos.

Com diversos benefícios, a alimentação natural é uma ótima opção para quem deseja ter um cãozinho sempre forte e saudável.

Confira o nosso artigo sobre: alimentação natural para cães e coloque em prática o quanto antes. Seu cãozinho agradece!

Todavia, com esse crescimento muitas dúvidas também surgiram. Vale a pena ressaltar que: se o seu cãozinho está tendo uma alimentação natural, você precisa conhecer nossa lista com os 20 alimentos proibidos para cães.

Afim de protege-lo de problemas de saúde futuros e preservar sua boa saúde.

Conheça os alimentos proibidos para cães e proteja o seu melhor amigo

Em suma, conhecendo os alimentos proibidos para cachorros, você irá garantir que o seu animalzinho de estimação evite diversos problemas de saúde.

Bem como, os ocasionados por consequência do consumo de alimentos nocivos e tóxicos. Logo, confira a lista que preparamos para vocês com 20 alimentos proibidos para cães e elimine-os de vez do cardápio do seu bichinho.

alimentos-proibidos-para-caes

1. Abacate

Essa fruta tão famosa na tradicional vitamina dos seres humanos não faz bem para nossos amigos caninos. O abacate é considerado como um dos alimentos proibidos para cães, pois possui uma substância chamada persina.

Sendo essa um fungicida natural do abacateiro. Alguns dos efeitos colaterais nos cães envolvem principalmente desarranjo intestinal, vômito, além do acúmulo de fluídos em diversos órgãos do animal (principalmente no pulmão, dificultando assim sua respiração).

2. Cebola e Alho

Quem não gosta de um bife acebolado? Além de dar um sabor especial na comida, trás muitos benefícios para nós seres humanos. 

Então seria normal nós queremos dar uma “incrementada” na alimentação natural do nosso pet, mas como nosso organismo é bem diferente dos animais, para eles a cebola é um veneno.

A cebola tem uma substância chamada n-propil dissulfeto que destroem os glóbulos vermelhas do sangue do cão provocando uma anemia grave podendo ser irreversível.

Por sua vez, o alho em grandes quantidades, pode causar irritações no intestino e no estômago do cão, além de também causar a destruição dos glóbulos vermelhos levando a uma anemia. Isso porque o alho tem uma substância chamada tiossulfato.

Entretanto, há uma discussão sobre usar ou não usar o alho na alimentação dos cachorros, mas estudos científicos comprovam que os benefícios superam em muito os possíveis malefícios.

Combate o câncer, ajuda na resistência contra pulgas e carrapatos, reduz o risco de derrames, ajuda a aliviar inflamação, só para citar alguns poucos. O segredo é usar moderadamente, porque o excesso realmente pode causar anemia.

Por isso é indicado dar pelo menos uma lâmina de alho na refeição dele pelo menos 1x na semana. Mas, lembrando e reforçando: NUNCA EM GRANDES QUANTIDADES, ok?

3. Batatas Cruas

Em geral, as batatas fazem parte da família de vegetais da Erva-moura. Esses vegetais são plantas denominadas Solanáceas. Logo, possuem uma substância chamada solanina, além de outros alcalóides.

Sendo assim, essas substâncias são nocivas aos cães e se ingeridas em grandes quantidades podem ocasionar sintomas como: salivação excessiva, desarranjo intestinal, depressão do sistema nervoso central, dores abdominais, perda de apetite, vômito, entre outros.

Geralmente, essas substâncias estão presentes em uma concentração maior no caule e nas folhas da planta.

No entanto, as batatas verdes e cruas também possuem concentração considerável de solanina. Logo, é bom evitar. Entretanto, quando for oferecer batata, retire a casca e cozinhe bem, caso contrário ela entra nos alimentos proibidos para cães.

Esse é um assunto que tem muito campo para se aprofundar. Se você quiser ter um cachorro mais forte e saudável, eu tenho um livro com 3 dicas práticas que você pode fazer.

Além disso, nesse livro você verá como os veterinários dos EUA estão fazendo com os cuidados dos seus próprios cães. Para acessar as receitas você pode colocar seu nome e e-mail abaixo que eu te envio por lá, em formato PDF, é grátis.

4. Bebidas Alcoólicas

Sei que esse tópico é bem óbvio, mas vale a pena ressaltar. Assim como em nosso organismo, o consumo de bebida alcoólica causa diversos efeitos no organismo, cérebro e no fígado do animal.

Todavia, são ainda mais graves neles. As bebidas alcoólicas são responsáveis por causar diversos problemas de saúde no seu cãozinho.

Bem como intoxicação, descoordenação, respiração lenta, ataque cardíaco, depressão e em casos mais graves até o coma e a morte.

Pode até parecer um pouco engraçado deixar seu cachorro beber um pouco da sua cerveja, mas isso fará muito mal para ele.

Qualquer tipo de bebida que leve álcool entra na lista de alimentos proibidos para cães. Então lembre-se, bebidas alcoólicas somente para adultos e com moderação.

5. Bebidas Cafeínadas

Em geral, bebidas ricas em cafeína, como chás, cafés e refrigerantes são ricas em xantinas. Em resumo, essa substância é capaz de causar sérios danos ao sistema nervoso central do animal.

Além de prejudicar a circulação cardíaca e o sistema urinário. Por isso, as bebidas cafeinadas fazem parte da nossa lista de alimentos proibidos para cães e devem ser evitadas!

6. Carnes e Ovos Crus

Todo cachorro adora um pedaço de carne, basta estar preparando o alimento que eles já veem com “aquela cara de pidão”.

Todavia, seu cachorro não deve comer carne crua sem que você tome os devidos cuidados, assim como o ovo. Logo, esses alimentos possuem o risco de conterem bactérias como a salmonela e a E-coli.

Mesmo os cães tendo uma imunidade absurda, ainda assim, essas bactérias podem causar graves intoxicações aos cães e inclusive em casos mais graves a morte.

Se você quiser saber a maneira correta de preparar carnes para seu cão, eu posso disponibilizar para você um livro que escrevi com 3 receitas caseiras, seguras e saudáveis que você pode fazer para seu cachorro.

Com elas você vai ver seu cachorro ficar muito mais forte, mais bonito e mais resistente a doenças caninas. Para acessar o material, coloque eu e-mail abaixo que eu te envio por lá, é grátis.

7. Chocolate

Irresistível para nós, humanos, (alguns são chocólatras como eu) a delicia que é a perdição da dieta das mulheres, é um V E N E N O para nossos pets. 

Isso porque ele pode intoxicar o animal com uma substancia conhecida como teobromina que não é metabolizada pelo fígado dos cachorros.

Quando ingerido, causa intoxicações, levando a taquicardia, espasmos musculares, vômito e diarreia podendo levar a morte do animal.

Caso o alimento seja ingerido em excesso pelo seu cachorro, não hesite em buscar ajuda medica. Isso é de extrema importância para salvar a vida do seu cãozinho!

8. Cogumelos

Se para muitos de nós a ingestão de alguns tipos de cogumelos já podem ser nocivos, causando alguma reação alérgica, imagina para os cães?

Assim como as batatas, alhos, cebolas e tomates, os cogumelos podem conter substâncias como o tiossulfato. Onde por sua vez pode causar uma irritação no sistema gastrointestinal do pet, além de uma futura anemia.

Em dias chuvosos, ao passear com o cão, preste bem atenção no que ele anda “fuçando”. A ingestão de cogumelos venenosos podem causar sintomas como: vômitos, problemas no estômago, diarreia ou insuficiência hepática.

9. Comidas Gordurosas

Assim como para nós, as comidinhas gordurosas são terríveis para eles, por mais que possam ser uma verdadeira tentação.

Pizza, batata frita, hambúrguer (sim, tem gente que dá isso para seu cachorro), essas comidinhas podem causar desarranjo intestinal e até mesmo um colapso no pâncreas, desenvolvendo um quadro de pancreatite.

Isso porque o organismo deles não conseguem digerir a gordura e entra em choque. Por isso, deixe seu cãozinho bem longe desses alimentos proibidos e super tóxicos.

Além disso, corduras, doces, podem levar o cão a obesidade.

Veja o quanto isso é sério. Escrevi um artigo um tempo atrás falando sobre obesidade canina. Para ver clique aqui ==> Cachorro Gordo | Veja os Perigos da Obesidade Canina e Como Resolver

10. Doces

Se nós, seres humanos, temos que tomar muito cuidado com açúcares, nossos cães devem passar bem longe das guloseimas. Para nossos cães os doces são verdadeiras “bombas”.

De uma maneira geral, os doces e alimentos com alto teor glicêmico são um dos principais alimentos proibidos para cães.

Além de poder causar obesidade no pet, pode causar diversos problemas dentários, como cárie, tártaro, podendo velar a perda dos dentes.

Dependendo ainda da quantidade e frequência, podem desenvolver diabetes ou sofrerem convulsões.

11. Espiga de Milho

Considerado um verdadeiro risco para os cães, os grãos de milho não são de fáceis digestão. Logo, o consumo em excesso pode prejudicar todo o sistema digestivo do cachorro.

Além disso, o animal pode engolir uma parte grande de espiga e ocasionar uma obstrução intestinal.

12. Frutas com Caroço e Sementes

Nesse caso aqui o problema não são as frutas e sim as sementes das fruas e o caroço, que muitas vezes são tóxicas.

As frutas com caroço, como: caqui, pêssegos e ameixa podem causar sérios danos à saúde do animal. Bem como, inflamações intestinais, obstrução do intestino e até engasgamento.

13. Flores: Lírios e Azáleas

As flores como os lírios e azáleas são considerados alimentos altamente tóxicos. Isso porque, mesmo em pequenas quantidades, o consumo pode causar sérios danos renais do pet.

As azáleas por sua vez, possuem substâncias como grayanotoxinas, associados aos efeitos desagradáveis: vômitos, diarreia, debilidade física, salivação excessiva e depressão do sistema nervoso central.

14. Lácteos

Diferentemente de nós, o organismo dos cães não estão preparados e adaptados para metabolizar a enzima da lactose, presente em alimentos lácteos.

Logo, o consumo de tal alimento, assim como seus derivados. Em suma, podem causar diversos problemas digestivos, diarreia e vômito.

15. Macadâmia

Independente da forma oferecida, a verdade é que assim como outras nozes, a macadâmia é muito tóxica aos cachorros. Devido a presença de uma toxina (ainda desconhecida pelos cientistas), podem afetar os músculos do animal, sistemas digestivos e sistema nervoso do cão.

Existem inclusive, casos em que o animal sofreu uma paralisia dos membros posteriores, tremedeiras, fraqueza e depressão, devido ao consumo de macadâmias. Por isso, vale a pena tomar precaução!

16. Massas Cruas

Qualquer que seja o alimento produzidos com fermento, eles não devem fazer parte da alimentação natural do seu pet.

Principalmente porque este fermento faz com que o estômago do seu cãozinho expanda e inclusive causar a ruptura do órgão.

Causando diversos incômodos como cólicas e gases ao animal de estimação. Logo, elas também entram para a lista de alimentos proibidos para cachorro.

17. Noz-moscada

Esse alimento pode ser uma grande surpresa de todos os alimentos anteriormente citados. Mas a verdade é que a noz-moscada, caso consumida em grandes quantidades, podem trazer inúmeros problemas.

Alguns dos sintomas incluem: convulsões, problemas no sistema nervoso, tremores e em casos mais graves a morte.

18. Ossos

Sei que você deve estar pensando que os ossos e os cães são inseparáveis. No entanto, a ingestão desse alimento (principalmente o de galinha e porco) pode ser perigoso para muitos cãezinhos.

Isso porque, eles podem se engasgar com o osso ou até mesmo ferirem o sistema digestivo. Se ingeridos em excesso, podem causar: constipação intestinal severa, irritação no reto e cólon.

Além de defecação dolorosa e a possibilidade de ferirem ou perfurarem o estômago ou intestino.

Porém, existem algumas exceções. Existem duas formas de dar osso para os cachorros. Os ossos recreativos e os ossos carnudos crus como alimento.

Ossos Recreativos:

Existem os ossos recreativos, aqueles que nós damos aos cachorros para eles “brincarem”, limparem os dentes, roer, etc. Eu não aconselho aqueles ossos sintéticos. Sou totalmente contra.

Contudo, sou totalmente a favor de uma alimentação completamente natural, como conto em detalhes no artigo: Alimentação Natural para Cães | Como Fazer Comida para Cachorro.

É importante ressaltar que ao oferecer ossos recreativos para os cachorros brincarem, é fundamental que o osso tenha pelo menos o dobro do tamanho da boca do cachorro, pois o objetivo aqui é ele brincar e não engolir.

E o osso não pode ser muito duro para não correr o risco de quebrar o dente do cachorro. Eu dava osso da canela do boi para o Bruce, mas agora eu dou o osso do contra-filé. Pego de graça no açougue. 

Se você não me conhece, meu nome é Marcelo. Eu já ajudei mais de 10.000 pessoas a melhorar a saúde dos seus cães, prevenindo vários tipos de doenças e ajudando a dobrar a expectativa de vida deles. Se quiser, me segue lá no Instagram: @CachorroSaudavel

 

O Bruce é esse meu filhote ai comendo um osso de contra-filé. O Bruce é a razão de tudo isso.

No meu livro digital, eu ensino 3 dicas seguras e saudáveis que faço para ele. Você vai ver como seu cachorro vai ter mais energia e disposição, além disso vai ficar com o pelo mais bonito e bem mais forte.

Para acessar o livro cadastre-se no formulário abaixo, que eu envio no seu e-mail, é grátis.

Ossos Carnudos crus:

E existem também os ossos carnudos crus que também podemos dar ao cachorro como alimento, mas como eu disse, temos que tomar alguns cuidados antes de oferecer aos cachorros, como eu já falei anteriormente.

19. Tomate

Um dos alimentos proibidos para cães é o tomate, este é super venenoso e nocivo para a saúde canina. Principalmente as partes como folhas e talos, pois são nessas partes que se encontram uma maior concentração de toxinas.

Assim como as batatas, o tomate também faz parte da família das Solanaceas e possuem uma substancia chamada glicoalcaloide.

Sendo esta uma toxina muito perigosa para cães e gatos se ingerida em doses altas. Os sintomas envolvem: tremores, fraqueza, fadiga, paralisia e ataque cardíaco.

Já o consumo do alimento cozido é liberado e pode inclusive ser usado para fazer um molho de tomate, desde que sem condimentos

20. Uva e uva passas

Sabe quando você está comendo aquele cacho de uva e seu cão fica te olhando como que pedindo uma uva também? Resista ao olhar pidão do seu pet.

Veja porque. De acordo com especialistas veterinários, apenas 6 unidades de uvas podem causar insuficiência renal e outros problemas no cachorro.

 

Parece bem intenso, não é mesmo? E é mesmo. Já foram inclusive registrados casos de cachorros com insuficiência renal aguda em cães que ingeriram uma pequena quantidade de uvas e uvas passas.

As toxinas que causam esses problemas ainda são desconhecidas, no entanto, é bom evitar.

Os sintomas envolvem: sede excessiva, urina em excesso, diarreia, perda de apetite, apatia, vômito e em casos mais graves falência renal e morte.

Conclusão:

Aos que querem dar alimentação mais natural e saudável para seu cão lembre-se, Alimentação Natural definitivamente não é dar resto de comida para seu cão, mas sim uma dieta preparada exclusivamente para ele.

Por isso fique atento a como irá preparar a alimentação natural para seu amigo peludo. Assim, evite alimentos prejudiciais a saúde dele.

Dessa forma, eu procurei colocar aqui todos os alimentos que são reconhecidos pela literatura canina como alimentos proibidos para cães ou até mortais para seu cão.

Mas podem existir outros alimentos prejudiciais. Então a dica é, na dúvida, melhor pesquisar antes de oferecer ao seu cão.

Procure oferecer alimentos frescos, preferencialmente orgânicos, e bem preparados para ELE. Se seu cão comer qualquer um desses alimentos proibidos para cães, leve-o rapidamente ao veterinário.

Lembre-se que é sempre melhor prevenir do que remediar, então mantenha esses alimentos proibidos bem longe do seu amigo peludo, tenho certeza que ele irá lhe agradecer.

Se ainda não baixou, coloque seu e-mail abaixo para acessar ao meu PDF com 3 dicas para deixar seu cachorro mais forte e resistente a doenças caninas. É grátis.